LUMARJ – Administração de Condomínios

Economia de água em condomínios

Hoje, não faltam tecnologias e outros aparelhos que ajudem a reduzir o consumo de água em um condomínio. O uso desses aparelhos, no entanto, deve estar intimamente relacionado à adoção de procedimentos de economia de água, como não tomar banhos demorados, usar a máquina de lavar em plena capacidade, etc.

De acordo com relatório de 2015 da Organização das Nações Unidas (ONU), a escassez de água atingirá em 2050 dois terços da população mundial. Os brasileiros consomem em média pouco mais de 163 litros de água por dia, 53 litros a mais do que o relatado pelas Nações Unidas, o suficiente para atender às necessidades básicas de uma pessoa.

Muitas são as medidas de economia de água simples em um condomínio. Elas incluem racionalização dos recursos hídricos, campanhas de conscientização, controle de vazamentos, instalação de cronômetros, reuso de água e muito mais. Uma cultura de conscientização sobre o consumo de água precisa ser amplamente disseminada.

Controle de Vazamentos

Como é possível economizar água em um condomínio sem controle de vazamentos? A melhor medida preventiva para economizar água é verificar periodicamente todas as válvulas e torneiras do prédio. Eles podem ser responsáveis ​​pela maior parte do desperdício de água, especialmente se não puderem ser identificados à primeira vista. Então, a cada seis meses a medida tem que ser posta em pauta e colocada em votação na assembleia. O oficial de condicional ou zelador pode conduzir inspeções periódicas para verificar a estanqueidade.

No entanto, contar com o suporte técnico pode tornar esse trabalho ainda mais fácil. Durante a fiscalização, o técnico determinará se não há vazamentos de água por vazamentos e se precisam ser reparados individualmente pelo condomínio ou por pessoas físicas. Se o problema for causado pelo uso indevido do equipamento, o proprietário do equipamento arca com os custos. Esse procedimento de triagem pode reduzir as contas de água do condomínio em até 20%.

Água de reuso

O reaproveitamento da água é uma excelente opção para economizar recursos em seu condomínio. Além da água da chuva, é possível reaproveitar a água cinza que vem de banheiras, máquinas de lavar e pias de banheiros. Além de uma solução sustentável para a conservação dos recursos ambientais, também economiza na conta de água no final do mês e garante a segurança dos moradores em caso de crise hídrica.

Dependendo do desempenho do seu sistema, você pode economizar até 50% na conta de água. A água de reuso pode conter sujeira, óleo, sabonetes químicos, por isso pode ser necessário tratá-la e seu uso deve ser limitado a atividades que não requeiram água potável. A implantação de uma pequena estação de tratamento de água para uso “nobre” (banheiras e pias) para ser reaproveitada para fins “menos nobres”, como descargas, lavagem de pisos e outros. No Brasil, o sistema é amplamente utilizado na indústria e começa a ser utilizado em novos condomínios.

Tecnologia

Use a tecnologia a seu favor. Hoje existem aparelhos que ajudam a evitar o desperdício. Reguladores de pressão e temporizadores podem ser instalados em torneiras e chuveiros para reduzir o consumo de água, tanto nas unidades quanto nas áreas comuns. A tecnologia também possibilita a lavagem a seco de veículos, tornando-se uma alternativa sustentável para evitar o desperdício de água nos veículos. Desta forma, é possível realizar a lavagem com muito pouca ou nenhuma água.

Procure ferramentas inteligentes que ajudem a reduzir despesas condominiais e o consumo de água, como torneiras inteligentes, irrigadores temporizados, vasos sanitários mais modernos etc. Esses dispositivos podem ser sofisticados como torneiras automáticas ou leitores fotoelétricos, ou simples como grades de ferro. a água. As despesas têm retorno garantido, pois a economia começa assim que são instaladas.

Individualização dos hidrômetros

Esta é a principal medida para economizar água em condomínio. Uma vez que cada um paga o que consome em sua unidade, esse é o maior fator de motivação para uma diminuição no uso da água. No sistema tradicional, o condomínio divide o gasto total de água entre os moradores.

O custo do investimento na individualização dos hidrômetros vem caindo nos últimos anos. Vale a pena fazer um orçamento para o seu condomínio e calcular em quanto tempo haverá um retorno do investimento.

Estas são dicas e informações para ajudar você a criar um condomínio mais sustentável e também economizar recursos financeiros no processo. O que está esperando para começar a tornar isso uma realidade?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *